Como ensinar sobre Educação Financeira para seus filhos?

livre-se das dívidas e realize seus sonhosA criança quando muito pequena deve ser ensinada, a partir do momento que pedir para comprar algo, seja em um supermercado ou até mesmo em um shopping.

Uma técnica que usava quando meus filhos tinham 2 anos era por associação, ou seja, quando pediam algo normalmente me baseava em outra coisa que gostavam para entenderem o quanto aquilo era caro ou não.

No caso de crianças maiores em torno dos 6 anos, alguns pais ensinam o valor do dinheiro através da semanada e daí estabelecem regras como valor e o dia que receberão semanalmente.

Além disso, deve-se sentar e conversar com a criança a respeito do valor do dinheiro e explicar o conceito de gastos.

educação financeira

Mas tenha muito cuidado com a mesada devido a algumas situações:

  • A família não deve fornecer mesada quando estiver endividada, pois isso não é coerente, até mesmo por ensinar a criança algo que não esteja fazendo. Infelizmente o fato é que muitas famílias ainda fazem isso e geram um aumento maior ainda em seu nível de endividamento.
  • Muitos pais erram quando oferecem valores altos de mesada, quando no início os valores devem ser menores, para a criança entender bem o valor do dinheiro e saber realizar um certo nível de planejamento financeiro. Se, por exemplo, você fornecer para uma criança de 6 anos uma mesada de 5 ou 6 reais por semana estará ensinando que ela poderá obter um valor maior ainda se economizar. No caso inverso também deverá ser ensinado como, por exemplo, quando pedir empréstimo. Os pais deverão criar regras também para desconto no valor da mesada em caso de algum comportamento que considerem inadequado da criança.
  • O valor da mesada não deve ser utilizado para pagar itens de necessidade básica da criança como alimentação, roupas, etc. que é uma responsabilidade dos pais.
  • Nunca dizer para a criança ou adolescente: se você tirar boas notas na escola eu te darei um brinquedo! Ou se passar na faculdade eu comprarei um carro para você! Isso é responsabilidade natural que a criança ou adolescente aprenderá com o tempo. Mas você pode estimular sim a criança a saber o que é trabalhar e pagar por algo que ela execute, desde que seja fora da rotina comum do dia a dia. Por exemplo: se ajudou a cuidar do jardim.

A semanada pode mudar para quinzenada, quando a criança já estiver maior e somente recomenda-se que ao chegar na idade adulta que não receba mais a mesada, pois já estará na idade em que estará apto a trabalhar e obter seus próprios rendimentos.

Leia também: Brincadeiras na Educação Financeira Infantil.

Você tem mais alguma sugestão? Deixe seus comentários!

Até breve!

Fonte: Imagens Pixabay.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 9 =