Como Ganhar mais Dinheiro com a Economia Colaborativa?

curso de formação de gestores de marketing digitalVocê já pensou unir o útil ao agradável? Prestar um serviço alugando um espaço inutilizado em sua residência, ganhar mais dinheiro e assim complementar sua renda mensal?

Você conhece a Economia Colaborativa também conhecida como Economia Compartilhada?

Esta é a nova tendência na economia mundial onde os compartilhamentos de produtos e serviços ocorrerão cada vez mais e com isso aumentando o número de transações no mercado. Mas o que é esta expressão?

O que é Economia Colaborativa ou Economia Compartilhada?

economia compartilhada - aproveitamento de recursos 1

 

Se você já leu algum assunto relacionado as temáticas relacionadas ao meio ambiente, certamente você deve estar acompanhando o consumo frenético dos países desenvolvidos e as várias questões levantadas pelos mais conhecidos ambientalistas, se realmente o mundo terá recursos suficientes para suprir o crescimento populacional nos próximos anos.

A economia colaborativa tem o objetivo de unir interesses comuns relacionados as pessoas que buscam oferecer um serviço, e outra a procura de um serviço por um preço mais acessível.

Até aí nada demais e é um dos princípios básicos da economia, onde há uma reunião de ofertantes e demandantes de algum produto ou serviço no mercado. Mas esta expressão não significa somente isso e podemos dizer em uma maneira mais simples que o conceito de economia colaborativa na realidade trata-se da união de 2 fatores: união entre demandantes e ofertantes de um produto ou serviço + aproveitamento dos recursos.

Um exemplo muito comum é o caso de espaços inutilizados. Vamos supor que você more em uma residência em um local em que o condomínio e os demais custos estejam sendo elevados.

Você já não tem mais filhos que usem os demais quartos e, por isso, há espaços inutilizados e agora sua casa parece grande demais e as despesas só aumentam.

Pensando nisso, muitas pessoas hoje alugam quartos para outras pessoas que buscam opções mais econômicas.

hospedagem compartilhada - economia colaborativa

A ideia central da Economia Colaborativa ou Economia Compartilhada é aumentar a eficiência de recursos e, assim, atender ao problema principal que teremos no futuro a respeito da escassez de recursos naturais. O exemplo dos aluguéis compartilhados ou espaços compartilhados já existe em alguns países, pois o metro quadrado está cada vez mais caro em algumas regiões. Por isso, a tendência é o aumento dos compartilhamentos de serviços para otimizar estes recursos.

A preocupação inicial a respeito da Economia Compartilhada foi acerca da qualidade e até mesmo da segurança dos serviços prestados. Acreditava-se que existiria um certo preconceito e que muitos não utilizariam serviços como aluguel de um quarto para temporada, etc. Por isso, desenvolveram alternativas para os usuários qualificarem os serviços utilizados, e assim novas ideias surgem a cada dia para ampliar a confiabilidade neste tipo de serviço.

Hoje a Economia Compartilhada existe através de serviços como: carros compartilhados, escritórios de trabalho compartilhados, quartos compartilhados entre outros serviços que aumentam todos os dias.

O principal argumento para o aumento da utilização destes serviços por parte dos clientes é que são serviços com preços mais acessíveis e isso se deve, na maioria dos casos, a redução dos custos devido a eliminação de terceiros na transação. O exemplo mais comum de terceiros nos casos de aluguéis são as imobiliárias e neste tipo de serviço não há intermediários.

A História dos Fundadores da Airbnb

A Airbnb (Air, Bed and Breakfast) é o exemplo mais comum de hospedagem compartilhada, onde há oferta de quartos para alugar ou até mesmo de casas, por temporadas.

O site foi criado em 2008 pelos estudantes: Nathan Blecharczyk, Brian Chesky e Joe Gebbia. Tudo aconteceu a partir de uma ideia inusitada. Eles eram estudantes de design onde em sua cidade ocorreria um evento: um congresso de design onde os hotéis já estavam lotados e pensando em alternativas para ganhar mais dinheiro, eles resolveram alugar espaços dentro do local onde moravam e com isso ganhar dinheiro suficiente para pagar o aluguel.

Por isso, organizaram todo o local e dividiram em espaços com colchões infláveis para atender o público que, além de procurar para uma vaga para participar do evento, ainda buscava preços mais acessíveis. A partir de uma necessidade de ambas as partes, surgiu uma excelente sacada de negócios!

Quanto vale a Airbnb?

Mesmo os maiores investidores também erram ao perder grandes oportunidades de negócios, pois esta ideia foi rejeitada por vários investidores e o sucesso da ideia foi tão grande que em julho de 2015 a start-up já valia 20 bilhões de dólares.

A História dos Fundadores da Uber

A Uber é outro caso comum em serviço de compartilhamento de veículos mais conhecido no país.

A ideia foi desenvolvida pelos amigos Travis Kalanick e Garrett Camp em 2008, onde a partir de uma necessidade em encontrar táxis disponíveis na região em que se encontravam, tiveram a grande sacada de desenvolver um aplicativo onde através de um clique pudessem chamar um táxi com todo conforto e segurança para o cliente. Daí surgiu uma nova tendência para o mercado de táxis.

Quanto vale a Uber?

Em Julho de 2015, segundo o Folha de São Paulo a Uber fez uma captação de recursos de 1 bilhão de dólares e estava avaliada em 51 bilhões de dólares.

Outros exemplos de produtos ou serviços compartilhados

sala de reunião compartilhada - aluguel compartilhado

Outra ideia muito comum é o compartilhamento de espaços para reuniões, apresentações, palestras ou até mesmo para consultórios médicos, dentistas e demais áreas.

Há também compartilhamento de serviços como cuidar dos animais ou até mesmo para utilizar uma prancha de surfe ou um simples patins. Na Economia Colaborativa quase tudo é possível ser compartilhado.

Vantagens e Desvantagens da Economia Compartilhada

A maior desvantagem para a pessoa que oferece o serviço como o compartilhamento do seu carro é a possibilidade dele ser danificado. Por isso, recomenda-se que se você for uma pessoa que não deseja encontrar arranhados, ou até mesmo algum tipo de dano mais leves no seu carro, este não é um tipo de serviço recomendável para você oferecer.

Por outro lado, se você decidiu alugar algum cômodo de sua residência, você provavelmente terá problemas acerca da sua privacidade.

A cada serviço diferente certamente existirá suas desvantagens e, por isso, você deve pensar bastante antes de oferecer algum tipo de serviço compartilhado.

Em contrapartida, a principal vantagem dos serviços compartilhados é o aumento de renda. Por isso, muitos consideram esta opção como uma renda extra em relação a atividade principal de trabalho. Alguns ainda vivem integralmente da renda obtida com o serviço compartilhado.

Vantagens da Economia Compartilhada para o Mercado

Vantagens da Economia Compartilhada para o Mercado

Um dos casos mais polêmicos no Brasil e no mundo de serviço compartilhado é o caso da Uber em compartilhamento de veículos. O principal argumento a seu favor está mais relacionado a qualidade dos serviços prestados, do que a diferença de preços, pois a concorrência maior nesse serviço irá proporcionar o aumento da qualidade.

Outra vantagem é o movimento de um mercado paralelo a este tipo de serviço como aplicativos especializados para o compartilhamento de serviços, além do mercado de prestadores e clientes de produtos e serviços, dentre outros.

Você conhece quais produtos ou serviços na Economia Colaborativa que não foi abordado neste artigo? Deixe seus comentários que são muito importantes. Se gostou, compartilhe com os amigos.

Até breve!

Fonte: Imagens Pixabay.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 2 =