Como Guardar Dinheiro: Solteiro, Namorando ou Casado?

livre-se das dívidas e realize seus sonhosRecentemente realizaram estudo sobre em qual situação é possível guardar mais dinheiro? Solteiro, namorando ou casado? É interessante por que a princípio a maioria certamente responderia: é claro que solteiro! Mas eu diria: depende!

Mas depende de quê?

Como guardar dinheiro: solteiro, namorando ou casado?

Depende de diversos fatores e começando pelo seu estilo de vida. Vamos lá?

1- Você é solteiro e mora com os pais?

Morar com os pais realmente é algo que ajuda bastante no controle das despesas por que ainda não possui despesas como aluguel, ou prestação de financiamento de imóvel e  até mesmo supermercado que costumam ser valores bem altos. Se souber aproveitar, isso pode ser uma excelente vantagem para guardar dinheiro desde cedo.

Em contrapartida, se mora com os pais e gasta com viagens caras, prestação de carro caro, etc. estará vivendo intensamente o hoje e deixando de guardar dinheiro para o amanhã.

Um filme sensacional que retrata o excesso de consumo, e ao mesmo tempo diverte bastante, é o Delírios de Consumo de Becky Bloom.

Um dos princípios básicos em economia é que o fato de estar guardando dinheiro, é adiar o consumo de hoje em prol de uma economia futura. Tudo tem seu ônus e bônus e, por isso, o fato de adiar um pouco do seu consumo hoje, poderá ajudar a acelerar seu processo de independência financeira e ter uma aposentadoria muito mais tranquila.

2- Você namora e divide as despesas?

Você namora, mas procura pensar em alternativas de diversão mais econômicas para guardar dinheiro? Divide as despesas com o/a parceiro/a? Essas são reflexões fundamentais.

A sugestão é que nas diversões ocorram revezamentos ao pagar as contas. Um dia um parceiro paga, e em outro dia de diversão o outro parceiro paga. Claro que na proporção dos seus ganhos, pois dificilmente um ganhará igual ao outro.

Esta é a mentalidade de pessoas que já se encontram casadas. Então, é um processo normal considerar as divisões mais ou menos conforme ocorreria em um dia a dia de um casamento.

Claro que sempre usando o bom senso, pois há casos em que o parceiro/a encontra-se em desemprego ou situação onde está estudando e talvez ainda não tenha rendimentos.

3 – Solteiro, namorando ou casado: quando gasta mais?

como guardar dinheiro

Essa última reflexão se deve ao relato de pessoas que afirmam quando estão sozinhas gastam muito mais do que acompanhadas. Mas por quê isso ocorre?

Por que há casos em que sozinhas buscam eventos que sairiam mais caros do que quando estivesse acompanhadas. Passeios caros, baladas ou até mesmo viagens mais caras. Ou até mesmo participar de eventos muito caros, que se tivesse alguém para dividir as despesas sairiam mais baratos.

Em contrapartida estas pessoas normalmente afirmam que quando estão acompanhadas, gastam menos por que optam por programas mais baratos, pois ao invés de realizar grandes gastos no final de semana, optam por ficar mais em casa em alguns horários em que normalmente estariam realizando outro tipo de diversão.

Mas por que será que há casos de pessoas que quando estão acompanhadas gastam menos em relação a quando estão sozinhas? Será que gastar dinheiro poderia ser uma válvula de escape para suprir mais os momentos de solidão? Será que as escolhas para suprir estes momentos não poderiam ser mais econômicas?

Por isso, é fundamental sempre refletir bastante antes de realizar seus gastos. É comum ouvir de algumas pessoas que se pensar muito não fazemos nada na vida, mas infelizmente não são estas pessoas que pagam suas contas, certo? Além disso, se estas pessoas pagam suas contas como seus pais, por exemplo, na grande maioria dos casos, eles não possuem um pé de meia e quem pagará sua conta quando eles não estiverem mais aqui?

Sendo assim, o planejamento financeiro deve ser realizado para ter objetivos a curto, médio e longo prazos. Como poderá ter planos futuros se não há metas a serem cumpridas?

Entendeu por que não há como garantir que estando solteiro, ou namorando, ou até mesmo casado, é que vai guardar mais dinheiro ou não? Percebeu que tudo dependerá da sua mentalidade, ou até mesmo de seu parceiro/a? Se não há hábito de pensar no futuro, não será uma condição ou outra que irá facilitar este processo.

E então? Você costuma refletir antes de realizar seus gastos? Ou deixa e vida te levar? Compartilhe suas experiências e deixe seu comentário!

Até breve!

Fonte: Imagem Pixabay.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + 12 =