Como Negociar uma Dívida?

livre-se das dívidas e realize seus sonhosÉ comum as pessoas com dívidas aceitarem a primeira proposta que a instituição financeira oferece.

Alguns pensam: mas sou pequeno e não tenho poder de barganha com alguém tão grande.

Mas você sabia que a instituição financeira também não gosta de saber quando está muito endividado por que as chances de não pagar a dívida com eles é enorme?

Por isso, você tem sim poder para conseguir taxas melhores ou no mínimo condições melhores para pagamento de sua dívida. É só aprender a negociar.

Você sabe negociar uma dívida?

O brasileiro não sabe negociar as compras de uma forma geral e por consequentemente as dívidas.

Há um certo preconceito em se pedir descontos ou até mesmo pedir a diminuição das taxas de juros de uma dívida.

Gosto de trazer alguns exemplos práticos para tornar a leitura mais agradável e ao mesmo tempo para conhecermos outras culturas.

Há pouco tempo assisti um canal da TV a cabo que mostrava alguns pequenos empresários que trabalhavam com compras de carros velhos, porém conhecidos como o Porshe e restaurava para vender para os amantes deste carro.

O interessante de um empresário em particular é que ele dizia: “nunca aceito o preço que me oferecem primeiro!” Então desde o momento que ele comprava o carro em ferros velhos até mesmo em outros locais as peças para reposição ele sempre negociava antes de comprar. Ele dizia: “eles sempre deixam uma margem para negociação e por isso não aceito de primeira o valor proposto!”

Em todos os lugares que ia conseguia um desconto muito bom e simplesmente não aceitando os primeiros valores propostos e muitas vezes barganhava ainda mais até conseguir um valor melhor.

Isso é comum em outras culturas, mas aqui se torna quase um pecado ou a maioria acha que é coisa de gente pão dura. Mas já parou para analisar a economia no final das contas?

Isso se aplica a tudo. Desde quando compra algo à vista ou até mesmo parcelado. Principalmente quando paga dívidas.

No caso das dívidas sabe-se o quanto normalmente se cobra de juros e isso sim é quase que um absurdo aqui no Brasil!

Então, negocie sempre!

você sabe negociar uma dívida

Você pode negociar suas dívidas pessoalmente. Algumas pessoas recorrem a empresas para fazer esta negociação e o final das contas pode sair até mais caro que o valor da dívida.

Cuidado por que infelizmente há muitos picaretas na área e vivem do desespero das pessoas.

Você pode negociar por conta própria. Pense em uma proposta de valor e de condições para o pagamento que esteja dentro das suas possibilidades.

Cuidado se renegociar suas dívidas, já deve ter realizado antes um planejamento financeiro para saber qual o valor que poderá pagar mensalmente, do contrário estará aumentando seus problemas futuros.

Por que algumas pessoas se recusam a pagar uma dívida e preferem guardar dinheiro todos os meses?

Por que os valores das dívidas algumas vezes são altos e com taxas altas tornam o valor final maior ainda.

Nestes casos, alguns optam por guardar todo mês uma quantia e tentar acionar na justiça a instituição financeira para conseguir juros menores e ter condições de pagar à vista quando na decisão final.

Não é raro, ganhar ações na justiça por cobrança de juros exorbitantes, mas deve ser analisado se os encargos advocatícios irão compensar, pois alguns casos devido ao valor não podem ser tratados como pequenas causas.

Lembre-se: caso feche qualquer acordo para o pagamento da dívida, seja por conta própria ou não, peça que as novas condições estejam todas registradas em algum documento que possa levar para sua segurança.

De vez em quando acontecem casos das pessoas pagarem suas dívidas em instituições financeiras e alguns anos depois, serem cobradas novamente por algo que já está quitado.

Por isso, guarde os documentos, caso precise apresentá-los futuramente.

Leia: Aprenda como sair do vermelho de uma forma rápida.

Você já passou por isso e conseguiu uma boa proposta para negociar sua dívida? Compartilhe sua experiência conosco! Deixe seus comentários.

Até breve!

Fonte: Imagem Pixabay.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × cinco =