Monte sua Reserva Financeira

livre-se das dívidas e realize seus sonhosVocê já pensou em montar sua reserva financeira? Mesmo para quem não é economista já deve ter percebido há algum tempo o aumento dos preços que estão ocorrendo de forma mais rápida, além disso, o aumento do nível de desemprego como resultado da queda do crescimento de nossa produção do país.

Outra forma de verificar este fato é que os bancos estão concedendo menos empréstimos devido ao aumento das taxas de juros de de outras restrições de acesso ao crédito, servindo assim como desestimulo ao consumo ou a compra de imóveis.

É pensamento quase unânime entre economistas, que ainda estamos no início da crise. Alguns educadores financeiros vem ressaltando na mídia, nos últimos dias, a importância de todos se prepararem para os impactos mais profundos da crise, por meio de uma reserva financeira.

Por isso, resolvi escrever este artigo para que você se reorganize em suas contas o quanto antes e comece desde já a montar sua reserva financeira.

Como montar a reserva financeira?

como economizar dinheiro e montar reserva financeira

Você já deve ter lido nos artigos anteriores da importância de em primeiro lugar, realizar seu controle financeiro para reorganizar suas dívidas e até mesmo começar a guardar dinheiro.

Mas o que é a reserva financeira? É uma reserva em dinheiro que todas as famílias devem possuir a fim de ser usada em casos de mortes, doenças e principalmente o fator mais comum: desemprego.

Mas você pode estar se perguntando: mas e o dinheiro que deve ser guardado para a aposentadoria? São reservas para situações diferentes.

O interessante é que não se fala muito nessa diferença, pois é comum ensinarem que deve ser guardado em torno de 30% da receita líquida familiar, mas a reserva financeira é a primeira ação a ser realizada antes de pensar em guardar dinheiro para qualquer outra coisa como a compra de um bem ou a aposentadoria.

O valor da reserva financeira varia, mas costuma-se ensinar que deve ser de 6 meses a 1 ano do valor das despesas mensais da família. Vamos supor que a família tem uma despesa mensal, e por isso a importância do controle financeiro, de R$ 6.000,00.

A reserva financeira deve ser de no mínimo R$ 36.000,00, ou seja, uma reserva para cobrir caso ocorra 6 meses de desemprego.

Mas costumo ensinar que em razão do aumento do nível de desemprego, que é recomendável uma margem mais segura de 12 meses. Então se preferir ter uma margem de segurança mais adequada, trabalhe com 12 meses em seus cálculos. Nesse exemplo seria o equivalente a uma reserva de R$ 72.000,00.

Você deve estar se perguntando: mas nesse valor posso incluir o que receberei de FGTS em caso de desemprego? Pode até incluir no valor líquido e sendo que somente atenderá caso de desemprego, mas doença ou qualquer outro imprevisto não poderá considerar este valor.

Somente depois de garantida a reserva financeira é que pensará em reservar alguma outra quantia para a compra de bens à vista.

Lembrando que a compra de bens no momento pode não ser a melhor atitude, pois não tem o mesmo nível de liquidez do que possuir alguma quantia aplicada em alguns tipos de investimentos.

Por isso, opte neste momento por investimentos que possam ter mais liquidez, caso ocorra uma situação de desemprego e tenha que pagar alguma dívida.

Priorize montar sua reserva financeira neste período. Opte por realizar passeios mais baratos, reduzir a quantidade de jantares ou outros eventos mais caros, para economizar dinheiro ou até mesmo sair das dívidas o quanto antes.

Faça a sua parte por que depois em caso de imprevisto, ficará com a consciência mais tranquila por ter feito o seu melhor.

Por isso, reorganize suas finanças, saia das dívidas e monte sua reserva financeira desde já!

Leia também: Aprenda como Economizar Dinheiro.

O que achou do artigo? Deixe seus comentários!

Até breve!

Fonte: Imagem Pixabay.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − nove =