O Desafio de ser Mãe Empreendedora

curso de formação de gestores de marketing digital

Segundo dados do Portal Brasil, o empreendedorismo feminino aumentou nos anos de 2002 e 2012 aumentou nas regiões do país, onde: “de acordo com o estudo, o Norte lidera, com uma expansão de 78% do número de empreendedoras, seguido por Centro-Oeste (36%), Sul (21%), Nordeste (12%) e Sudeste (10%).”

O Desafio de ser Mãe Empreendedora

Se você acompanha o Blog Guarde Dinheiro já deve perceber que foi criado há quase 1 ano, mas talvez você não saiba um pouco da sua trajetória.

Na realidade o desafio de criar este blog partiu da leitura do livro: Adeus, Aposentadoria do Gustavo Cerbasi. No livro ele aborda o assunto aposentadoria onde enfatiza a necessidade de cada vez mais obter uma alternativa para complementar a aposentadoria no futuro ou até mesmo para alcançar a independência financeira mais rapidamente.

Através deste livro cheguei aos vídeos sobre mulheres empreendedoras e encontrei vários assuntos relacionados a Bel Pesce. Uma mulher excepcional, motivada e que sabe onde deseja chegar e acima de tudo com muita determinação.

Bom, mas a minha história não começou somente aí, na realidade já começou há uns 10 anos onde mesmo trabalhando fora o dia todo, ainda sim atuava como freelancer realizando atividades extras pela Internet.

empreendedorismo feminino - mulheres empreendedoras

Mas quando nasceu minha filha: Maria Luiza em 2008 posso considerar que foi uma data de alegria, mas muitas dificuldades, pois ninguém ensina como é difícil criar filhos. Vemos os filmes de Hollywood e o final: Viveram Felizes para Sempre! Mas se você reparar nos filmes quase não mostra os conflitos normais de um casal, as dificuldades em educar os filhos, etc. Só mostra o lado bom!

Na realidade foi assim que me tornei mãe de primeira viagem e o pai estava tão perdido quanto eu em saber lidar com a situação. Os choros noturnos, etc. Mas tudo bem: uma correria danada e a vida segue!

Um sentimento de tristeza começou a bater, pois estava atuando em uma carreira que chegava tarde todos os dias, mesmo às vezes saindo no horário no trabalho (o que normalmente fazia os chefes olharem meio de rabo de olho porque queria sair no horário) e demorava quase 2 horas para chegar em casa.

Bom, mas fomos levando esta situação até que com o nascimento do segundo filho em 2011: o Pedro, bateu uma tristeza maior ainda, pois as despesas aumentavam e já queria começar a empreender, pois não queria estar ausente da vida das crianças.

A empresa que trabalhava tinha passado por uma reestruturação e como era multinacional meu salário era alto em relação aos novos empregados na união da nova empresa, por isso, quando retornei da licença-maternidade fui demitida. Minha primeira reação foi o choro, claro! Mas o marido sentou e conversou comigo e disse: mas você não queria começar a empreender? A investir realmente nisso? Então, agora é a hora!

Na realidade meu salário era praticamente para pagar minha ausência com a família. Pagava colégio integral, empregada doméstica, transporte escolar, etc. que tudo se colocasse no papel, não sobraria nada ou quase nada do salário.

Por isso, resolvi empreender e já atuava em outras atividades pela Internet e isso não foi algo difícil para mim.

Ser mulher, mãe e empreendedora não é algo fácil! Pelo contrário, para quem só vê flores nesse trajeto afirmo que hoje trabalho muito mais que antes, mas tenho uma boa vantagem: consigo ver meus filhos, levá-los para a escola e isso é algo que não tem preço!

Decisões como estas não são fáceis de se tomar, não são mesmo! Há muito preconceito e principalmente com as mulheres, onde elas devem ser verdadeiras mulheres maravilha! Trabalhar fora o dia todo, administrar as tarefas do lar e ainda por cima dar atenção para o marido e as crianças. Aonde sobra tempo para nós?

Tinha duas opções: ou empreenderia ou seria mãe tempo integral (profissão mãe). Na realidade vejo mulheres muito felizes em serem mães tempo integral e fico feliz por isso e nada mais são que escolhas de vida.

Bom, mas hoje vejo que não existem escolha acertadas, ou seja, garantias de que eu tomei a decisão certa e talvez, você que esteja lendo este artigo, tenha tomado a decisão errada. Na realidade escolhemos a decisão que nos torna mais feliz e ao mesmo tempo torna nossa família mais feliz.

Significa que serei uma empreendedora de sucesso? Não existem regras, mas existe sim muito esforço para que a ideia do Guarde Dinheiro dê certo.

formação de gestores de marketing digital 2

Mas como surgiu o Guarde Dinheiro? Sempre gostei de falar sobre dinheiro e talvez isso esteja relacionado a minha formação acadêmica. Além de ler muito sobre o assunto Finanças Pessoais, já lecionada como uma das professoras de um curso sobre o assunto e os amigos deram alguns feedbacks que poderia abrir um negócio sobre isso.

Então surgiu a ideia do Blog Guarde Dinheiro, mas a principal dificuldade foi: como escrever, se não tenho este hábito? Bom, confesso que realizei vários cursos de empreendedorismo que foram ajudando a entender como montar um blog e vários outros assuntos que tinha dificuldade, pois não sou da área tecnológica, embora conheça alguns recursos básicos.

O Guarde Dinheiro surgiu da ideia de fazer algo que gostava e ganhar dinheiro com isso. Você pode estar se perguntando agora: e aí, mas você já está ganhando dinheiro com isso? Ainda não ganho o suficiente com isso, mas o blog está crescendo a cada dia. O número de visitantes diários aumenta e espero poder compartilhar o assunto que amo com muitas outras pessoas e assim ajudar a organizar suas finanças pessoais!

O desafio de ser mãe empreendedora não é algo fácil e ainda realizo outras atividades que já atuava pela Internet, mas em breve espero poder migrar meu tempo integral para o Guarde Dinheiro.

Empreender exige uma certa dose de coragem e acredite que muitas pessoas, mas muitas pessoas mesmo dirão que você é um desocupado por trabalhar em casa e pela Internet, mas somente quem acompanha o trabalho do empreendedor é que sabe como é mais difícil e como se trabalha bem mais do que se tivesse trabalhando fora! Quantas noites passei acordada para pesquisar e escrever para o blog!

A essência do Guarde Dinheiro é basicamente abordar dois assuntos que estão interligados e importantes para se alcançar a independência financeira o quanto antes: Finanças Pessoais e Empreendedorismo.

Nas Finanças Pessoais a ideia é abordar assuntos para ensinar os leitores a economizar dinheiro, simplesmente organizando suas finanças pessoais e no aspecto Empreendedorismo proporcionar novas ideias de como obter uma renda extra ou até mesmo a encontrar outra atividade principal ao empreender.

Se você deseja empreender e não sabe por onde começar sugiro que leia sobre o assunto e até mesmo realize cursos de empreendedorismo. Tenha muito cuidado com os materiais gratuitos na Internet, pois somente depois de um tempo é que percebi que existem vídeos atualizados, mas muitos materiais estão desatualizados e talvez estude técnicas que não sejam mais utilizadas.

Mas se você deseja se inspirar ainda mais e não tem coragem de empreender e gostaria de realmente iniciar uma nova jornada fazendo algo que gosta, procure ler bastante sobre o assunto e acima de tudo busque inspirações!

Costumo dizer que as boas inspirações contaminam de uma forma positiva e alimenta muitas ideias a nossa volta e algumas vezes nem percebemos!

Você já pensou nas dificuldades que enfrenta diariamente em relação ao dinheiro e a liberdade de atuar naquilo que gosta e também estar mais presente em sua família? Conciliar estas tarefas não é algo fácil. Deixe seus comentários.

Leia também: Ideias Criativas de Como Ganhar Dinheiro com Artesanato.

Até breve!

Fonte: Imagem Pixabay.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × cinco =