O que é Psicologia do Consumidor?

livre-se das dívidas e realize seus sonhosVocê já parou para pensar se cede aos encantamentos da mídia nas propagandas? Já percebeu que há muita manipulação com estratégias baseadas na emoção? É sempre alguém lindo e feliz com um celular de última geração ou a imagem de uma família perfeita consumindo o peru de alguma marca?

É algo tão comum que no marketing já se fala há um tempo em gatilhos mentais. São necessidades do ser humano que quando acionadas, estimulam a compra.

Um dos gatilhos conhecidos é a Escassez. “Compre o celular que estará na promoção somente nessas 24 horas!”

Não gosto muito de usar gatilhos como estes, e quando uso realmente há um prazo certo para algo, por que penso que não seria uma verdade falar algo que não irá ocorrer.

É necessário ter cuidado entre o que seria uma mentira do que realmente irá acontecer.

Além disso, se apressar a pessoa e realmente não acabar a promoção em 24 horas, e se o produto não for bom, o cliente irá pedir o dinheiro de volta e isso é fato comprovado em estudos.

Penso que é necessário realmente estabelecer prazos para ajudar na tomada de decisão.

Claro que se eu pensar que terei um desconto eterno ou uma promoção eterna, nunca tomarei uma decisão, mas mentir não é muito ético.

Então, se tiver um prazo que tenha e pronto!

Mas vamos aprender um pouco mais sobre o assunto?

O que é Psicologia do Consumidor?

o que é psicologia do consumidor

A psicologia do consumidor não é algo em que se possa dizer ruim por que vivemos em uma sociedade capitalista e é necessário estar produzindo e vendendo sempre algo.

Mas o que observo é o limiar muito tênue entre a exploração de uma necessidade e a realidade.

Vamos supor que você compre um curso de R$ 5.000,00 que prometa a você montar um negócio e ganhar dinheiro rapidamente. Ganhar valores diários de R$ 500,00 sem esforço e somente seguindo a fórmula ensinada no tal curso.

Se você estiver endividado e talvez desempregado, talvez veja isso como a luz do fundo do túnel e se endivide ainda mais. Falsa promessa que provavelmente não dará resultado algum.

Mas imagine um curso nesse mesmo valor que ensine outras coisas, ou até mesmo, que seja o valor de uma especialização.

Você assistiu a propaganda deste curso e mesmo estando enrolado decidiu fazer. O curso é bom e sabe que terá resultados.

Então, você assistiu a propaganda e viu a necessidade de realmente fazer por que poderá ser uma oportunidade para uma carreira melhor ou outro emprego. Neste caso, vejo como algo sadio. Desde que o curso é claro prometa aquilo que divulgou.

Percebeu que somos manipulados quase sem perceber?

Com a correria do dia a dia, cada vez mais as pessoas não tem tempo de ler e buscam resultados rápidos, ou seja, a famosa frase “se pensar não fazemos nada na vida” só que ao mesmo tempo isso pode se tornar uma cilada e assumir dívidas além da conta.

Conto um caso que aconteceu há 12 anos. Um amigo relatou que não sabia o por quê, mas quando comprou seu carro esportivo na época que era top de linha ele ficou muito feliz, mas aquele sentimento foi logo embora e principalmente quando no ano seguinte soube de outro modelo bem superior ao dele.

livre-se das dívidas e realize seus sonhos

Isso mostra que o ser humano está buscando prazer nos bens materiais. Faz parte do processo, desde que não se endivide com isso, pois a felicidade de não ter refletido se realmente teria condições de adquirir esse bem, poderá causar muitas dores de cabeça futuras.

Em um artigo no E-Commerce Brasil, a repórter cita uma entrevista com a psicóloga Kit Yarrow onde ela explica que “as conexões humanas estão se tornando superficiais, criando sentimentos de solidão”.

Agora será que este sentimento de solidão não pode estar ocasionando, em algumas pessoas, as crises de consumo?

Na realidade a psicologia do consumidor resume-se a estudar as motivações que levam as decisões de consumo, ou seja, os motivos que levam a escolha do produto A ao invés do produto B geralmente associado a alguma necessidade.

Você compra de maneira mais racional ou busca preencher algum sentimento e a aquisição de algo o tornará mais feliz?

Você avalia antes de comprar a real necessidade daquilo que deseja adquirir, ou compra sem pensar no orçamento?

Até breve!

Fonte: Imagem Pixabay.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − oito =